Denios
Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa
Exportações portuguesas de bens atingem 46,7 mil milhões entre janeiro e julho

Bens alimentares representam já 15,7% do volume de exportações nacionais

12/09/2023

As exportações de bens aumentaram 564 milhões de euros entre janeiro e julho, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). O défice da balança comercial teve um desagravamento de 945 milhões de euros.

Imagen

Espanha destaca-se como o principal destino dos produtos portugueses. França deu o maior contributo para o crescimento global das exportações neste período. Máquinas e aparelhos foram os produtos mais vendidos. Os produtos industriais transformados cresceram 4.2%, atingindo 93,6 por cento das exportações totais.

Em 2023, as exportações para a União Europeia aumentaram 1,4%, registando uma quota nas exportações totais de 70,8%. Espanha registou uma quota de 25,5% no total, seguindo-se França e Alemanha com 13,5% e 11,0%, respetivamente.

Já para fora da União Europeia, os principais clientes foram os Estados Unidos da América e o Reino Unido, com quotas de 6,2% e 4,7%, respetivamente.

Neste período, França deu o maior contributo para o crescimento global das exportações, com um aumento de 485 milhões de euros (mais 8,5%). Segue-se Marrocos com mais 239 milhões de euros, um crescimento de 60,0%, Argélia com um aumento de 183 milhões de euros (mais 167,2%), Bélgica com 143 milhões (mais 13,1%) e Japão com 126 milhões de euros (82,9%).

Destacam-se os aumentos das exportações de máquinas e aparelhos (16,6%), que são a principal exportação portuguesa, e de veículos e outro material de transporte (15,4%) e de bens alimentares, que representam já 15,7%.

Neste período, as importações totalizaram 62,2 mil milhões de euros. Salienta-se que, com estes resultados, o défice da balança comercial totalizou 15,5 mil milhões, correspondente a um desagravamento de 945 milhões de euros relativamente a 2022.

Destaca-se ainda que, no período entre janeiro e junho, as exportações portuguesas de produtos industriais transformados representaram 93,6% das exportações totais, um crescimento de 4,2%. Os restantes produtos, 6,4% do total, diminuíram 7,3%.

Fonte: AICEP

REVISTAS

Siga-nos

Media Partners

NEWSLETTERS

  • Newsletter iAlimentar

    12/06/2024

  • Newsletter iAlimentar

    05/06/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

ialimentar.pt

iAlimentar - Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa

Estatuto Editorial