Controladores de nivel
Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa

Wissi: as algas do Atlântico à mesa dos portugueses

22/06/2021
São biológicas, apanhadas por mergulhadores certificados através de método 100% natural e sustentável, e trata-se de um produto assumido como pioneiro no País.
Imagen

Acaba de chegar ao mercado e promete revolucionar a alimentação dos portugueses: a Wissi, marca portuguesa de algas marinhas, traz para a mesa o que de melhor se encontra no fundo dos oceanos e apresenta uma seleção de vegetais marinhos que combinam um enorme potencial gastronómico com benefícios incalculáveis para a saúde.

Entre as 'estrelas da companhia' conta-se a Alface do Mar, que se apresenta em três versões: fresca e pronta a consumir, desidratada e ainda na versão aromática.

A versão pronta a comer enriquece na perfeição saladas frescas, a versão desidratada pode ser consumida levemente cozinhada, em salteados de legumes ou sopas e a versão aromática poder ser usada como tempero em todos os pratos e refeições.

O Chorão do Mar, crocante e intenso, com sabor a lembrar percebes é ideal fresco, e para preparação de tempuras e caldos de cozinha, mas também serve para dar um toque especial a arrozes ou papas.

A estas junta-se o Wakame, a mais popular alga marinha, que se presta na perfeição ao consumo em fresco nas saladas, mas também em massas e sopas; o Esparguete do Mar, de sabor delicado e característico, que surpreende quando consumido desidratado ou em conserva; e o Kombu, com propriedades muito semelhantes às algas 'kombu' japonesas, que constitui, quando fresca e seca, uma alternativa natural ao sal marinho, ajudando na cozedura e na digestão das leguminosas podendo igualmente ser ingerido.
Verdadeiros superalimentos, com uma combinação única de vitaminas e minerais essenciais, as algas marinhas atuam ao nível do bem-estar e do melhor funcionamento do corpo humano, nomeadamente na melhoria da saúde óssea e tensão arterial, no fortalecimento do cabelo, pele e unhas, na função cognitiva e cerebral, no bom funcionamento renal e, ainda, no aumento da saciedade, favorecendo o emagrecimento.
Imagen
“Estamos perante alimentos de uma riqueza única, trazidos aos consumidores no maior respeito pelo ambiente e através de métodos inovadores, o que, acreditamos, se reflete na qualidade das nossas algas”, explica Diogo Lopes, CEO da WISSI, surfista apaixonado pelo mar, que após uma carreira de mais de duas décadas numa empresa multinacional decidiu criar o seu projeto de sonho.

Com efeito, “as algas Wissi são biológicas, apanhadas à mão no fundo do oceano Atlântico, por mergulhadores certificados e de forma totalmente natural - um método sustentável e pioneiro no País”, acrescenta o responsável.

As algas WISSI podem ser encontradas no site da marca, juntamente com um conjunto de receitas para ajudar a inspirar e a tirar o máximo partido deste alimento. Os produtos da marca estão ainda à venda em algumas lojas especializadas e preparam-se para chegar, em breve, à grande distribuição.

REVISTAS

Siga-nosEasy fairs Iberia - Porto

Media Partners

NEWSLETTERS

  • Newsletter iAlimentar

    21/02/2024

  • Newsletter iAlimentar

    14/02/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

ialimentar.pt

iAlimentar - Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa

Estatuto Editorial