Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa

Raios X Ishida oferece certeza de segurança e qualidade à CentralRest

Grupo Diverembal21/06/2022
A versatilidade do sistema de inspeção por raios x IX-EN-4093-S da Ishida permitiu que a Centralrest, um produtor de alimentos de conveniência português, melhorasse ainda mais os seus rigorosos padrões de segurança e qualidade alimentar.
foto

A Centralrest, Lda, parte da Irmãos Monteiro, SA, um dos principais processadores de carne em Portugal, é especializada na produção de uma grande variedade de refeições refrigeradas e congeladas, massas e molhos através da marca 'Prato do Dia'.

A empresa instalou originalmente o sistema de inspeção por raios x Ishida IX-EN para inspecionar possíveis contaminantes metálicos em produtos embalados em bandejas de alumínio, pois estes não podiam ser detetados usando um detetor de metais tradicional. No entanto, a capacidade do equipamento de raios x de detetar uma variedade de outros corpos estranhos, incluindo vidro e plástico denso, significa que o equipamento agora também será usado para inspecionar produtos embalados noutros materiais.

Outro benefício notável do IX-EN é a sua sensibilidade muito maior em comparação com o detetor de metais que substituiu, como explica Vítor Melo da Centralrest: “com o raios x Ishida é possível detetar fragmentos de dimensões muito menores em comparação com o detetor de metais, e isso permite-nos ter maior confiança na segurança dos nossos produtos”.

“A capacidade de detetar corpos estranhos metálicos e não metálicos de dimensões muito reduzidas permitiu-nos praticamente eliminar reclamações desta natureza e, consequentemente, aumentar a confiança do consumidor na qualidade dos nossos produtos”, afirma Vítor Melo.

Os equipamentos de raios x podem ser usados para obter resultados superiores aos sistemas atuais de detetores de metais. A tecnologia de raios x funciona com o princípio de produzir comprimentos de onda de raios x a partir de um tubo gerador que atravessa o produto a ser inspecionado num sensor de linha. O sistema de sensor de linha converte os raios x incidentes numa imagem em escala de cinza que é posteriormente processada e exibida na tela. Quanto mais escura a área da imagem, maior a densidade e desta forma os corpos estranhos, que são mais densos do que o produto, podem ser detetados.

foto
Essa capacidade permite que um sistema de raios x veja uma série de corpos estranhos não metálicos, incluindo borracha, pedras, conchas e ossos. Além disso, os sistemas de inspeção por raios x da Ishida são equipados para identificar defeitos de embalagem, produtos em falta ou produtos danificados, garantindo que a apresentação e a qualidade do produto sejam consistentes em toda a produção.
A chave para essa capacidade é a tecnologia exclusiva de algoritmo genético (GA) de autoaprendizagem da Ishida. Isso foca o equipamento de raios x para encontrar contaminantes difíceis de detetar com um alto grau de precisão, mesmo em altas taxas de rendimento, usando análise de dados de imagem em várias execuções de teste. Como é comum na produção de alimentos que problemas semelhantes de contaminação se repitam, o registo de dados ajuda a construir um protocolo de calibração mais preciso a cada teste. Isso permite que defeitos permanentes ou recorrentes sejam facilmente identificados durante o processo de inspeção.
A excelente sensibilidade do raios x Ishida significa que ele é capaz de detetar impurezas de até 0,3 mm de tamanho, enquanto o local de contaminação também pode ser identificado com precisão.

Na Centralrest, o IX-EN está em operação por cerca de seis horas por dia. A empresa relata que tem um desempenho muito confiável e que o sistema é extremamente intuitivo e fácil de operar, com trocas rápidas entre produtos.

“O IX-EN é um bom exemplo de como a Ishida oferece equipamentos confiáveis, adaptados às necessidades e exigências das diferentes indústrias”, comenta Vítor Melo.

O IX-EN foi fornecido e instalado pelo agente português da Ishida Diverembal/Divertec.

“Recebemos um excelente atendimento da Diverembal/Divertec, incluindo o treino para operadores e engenheiros”, finaliza Vítor Melo. “Graças ao raio-X Ishida, oferecemos produtos mais seguros em termos de prevenção da presença de qualquer tipo de corpo estranho, e isso ajuda a manter e melhorar nossa reputação”, revela.

Fundada há 40 anos, a Irmãos Monteiro’s é líder no setor de processamento e distribuição de carnes. A missão da empresa é entregar excelência com segurança, oferecendo ao mercado produtos diversificados, frescos e de qualidade.
foto
Exposalão - Centro de Exposições, S.A. : expo Alimenta

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

ialimentar.pt

iAlimentar - Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa

Estatuto Editorial