Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa

Freshfel Europe está otimista quanto ao aumento do consumo em 2022

Apenas 12% dos europeus com mais de 15 anos comem 5 porções de fruta e legumes por dia

Redação Tierras/iALIMENTAR10/01/2022
Resultado é consistente com as conclusões do 'Freshfel Europe Consumption Monitor', publicado a 16 de dezembro, que indica que o consumo médio de fruta e vegetais na UE é de cerca de 350g/per capita/dia.
O Eurostat anunciou que, segundo as suas estimativas, 55% da população da UE come entre 1 e 4 porções e mesmo 33% da população com mais de 15 anos de idade não come qualquer fruta ou legumes. De acordo com o relatório do Eurostat, apenas 12% da população cumpre o objetivo de cinco porções. O relatório também mostra que as mulheres comem mais fruta e vegetais do que os homens, com 15% das mulheres a atingirem cinco porções contra 10% dos homens.
A média atual da UE calculada pelo Monitor de Consumo da Freshfel é de 350 gramas, ou cerca de 4 porções em média. Atingir pelo menos os 400g recomendados por dia, adicionando uma peça de fruta ou legume à dieta diária dos consumidores europeus, deveria ser o objetivo e daria um impulso ao mercado de produtos frescos da UE de 15 milhões de toneladas.
foto
Consumo diário na Europa de 5 porções ou mais de fruta e legumes frescos entre a população com mais de 15 anos. Fonte: Eurostat.
Philippe Binard, Delegado Geral da Freshfel Europe, afirmou que “apesar destes baixos níveis, o setor tem todos os motivos para estar otimista no que respeita à fruta e legumes frescos. O setor precisa de unir forças para influenciar a mudança política resultante da estratégia 'Farm to Fork', que visa uma dieta mais baseada em proteínas vegetais e o plano da UE para combater o cancro e também doenças não transmissíveis, que exige uma dieta saudável baseada em frutas e vegetais”.
“A pandemia também mudou significativamente os estilos de vida dos europeus, bem como aumentou a sua simpatia pelas causas ambientais e as alterações climáticas. O setor tem, portanto, muitos fatores positivos a seu favor para 2022”, acrescentou Binard.
O Monitor de Consumo da Freshfel mostra enormes diferenças nos níveis de consumo entre os Estados-membros da UE. O Eurostat confirma esta análise entre os países com consumidores que comem pelo menos 5 porções de fruta ou legumes por dia. O workshop sobre tendências de consumo da Freshfel Europe, que teve lugar a 16 de dezembro, mostrou que, apesar destas diferenças, todos os consumidores na Europa se preocupam com o sabor, frescura, vitaminas e minerais, valor acrescentado, comodidade e sazonalidade. Com base nos ativos dos produtos frescos, o setor terá de se reposicionar no agroalimentar para convencer os novos consumidores a comprar mais fruta e vegetais.
Philippe Binard recordou ainda as conclusões do seminário de dezembro: “há um claro consenso sobre os benefícios de 'Atuar agora', que foi um dos slogans do Ano Internacional das Frutas e Legumes 2021. O setor das frutas e legumes deve aproveitar o impulso político e social para estimular o consumo de frutas e legumes em 2022, com muitas ambições legítimas tais como os benefício para o planeta, o clima e a saúde dos próprios consumidores”.
Jaba: tradução 4.0Exposalão - Centro de Exposições, S.A. (TECNIPÃO) 27 a 29 de Março 2022

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

ialimentar.pt

iAlimentar - Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa

Estatuto Editorial