Murrelektronik: Emparro fontes de alimentação de última geração
Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa

Segundo inseto aprovado como ingrediente alimentar na Europa

22/11/2021

A Comissão Europeia (CE) deu luz verde à comercialização de Locusta migratoria (gafanhotos migratórios) como ingrediente alimentar, sendo o segundo inseto autorizado no mercado europeu após as minhocas permitidos em julho.

Bruxelas explicou que aprovou o pedido após uma “avaliação científica rigorosa” pela Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (EFSA), que concluiu que o gafanhoto migratório é seguro de acordo com as utilizações apresentadas pela empresa requerente.

foto

Este novo alimento estará disponível sob forma congelada, seca e em pó e os produtos que o contenham serão rotulados dando conta de informações ao consumidor sobre possíveis reações alérgicas, sublinha o texto.

Os estudos da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), citados na comunicação da CE, dão conta que os insetos são consumidos diariamente por milhões de pessoas em todo o mundo e são uma fonte alimentar altamente nutritiva e saudável com um elevado teor de gorduras, proteínas, vitaminas, fibras e minerais.

A estratégia 'Farm to Fork' da CE, ao abrigo do Pacto Verde Europeu, identificou os insetos como uma fonte alternativa de proteína que poderia facilitar a mudança para um sistema alimentar mais sustentável.

Jaba: tradução 4.0

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

ialimentar.pt

iAlimentar - Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa

Estatuto Editorial