Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa
Em parceria com a AEA

AECOA apresenta Qualify.teca para a indústria alimentar

30/04/2021

Estudos e planos, plataformas digitais e Apps, benchmarks, redes e networking, fontes de financiamento e perfis de investidores são apenas alguns dos benefícios que o Qualify.teca vai oferecer à fileira ‘Equipamentos, Serviços e Ingredientes para a Indústria Alimentar’. A apresentação do projeto da Associação Empresarial do Concelho de Oliveira de Azeméis (AECOA), em parceria com a Associação Empresarial de Águeda (AEA), é já dia 05 de maio. Inscreva-se em qteca.aecoa.pt/inscricoes/

foto

Imagem corporativa do novo projeto da AECOA, desta vez em parceria com a AEA.

A Associação Empresarial do Concelho de Oliveira de Azeméis (AECOA) vai lançar o projeto Qualify.teca, no próximo dia 05 de maio, a partir das 10h30, em formato híbrido. Trata-se de um programa que visa promover a especialização inteligente da fileira ‘Equipamentos, Serviços e Ingredientes para a Indústria Alimentar’, através do reforço das suas competências em áreas centrais de inovação e qualificação.

Este projeto destina-se a atividades agregadoras da fileira, nomeadamente à fabricação de máquinas, equipamentos, reservatórios e recipientes metálicos, bem como à indústria dos ingredientes, condimentos e temperos, e, ainda, a serviços especializados de média/alta intensidade de conhecimento para a indústria alimentar.

Para além da apresentação do projeto aberta a todas as empresas, com especial destaque às de referência à atividade alimentar, e ao público em geral, a agenda engloba ainda uma conferência de imprensa alargada, em formato misto (presencial e online).

As inscrições podem ser feitas em qteca.aecoa.pt/inscricoes/ ou para geral@aecoa.pt | 256 668 824.

Economia circular, i4.0 e literacia financeira

O projeto Qualify.teca é promovido pela AECOA em parceria com a Associação Empresarial de Águeda (AEA) e alinha diretamente com a Estratégia Nacional de Especialização Inteligente, no domínio prioritário ‘Sistemas Agroalimentares’. Neste contexto, pretende-se “intensificar a capacidade tecnológica da indústria” ao nível da sua “inserção nas cadeias de valor internacionais”, nomeadamente na “engenharia alimentar e tecnologias avançadas”.

Este programa prevê operacionalizar um vasto conjunto de ações, produtos e serviços, no âmbito de três áreas centrais de inovação e qualificação: Indústria 4.0; Economia Circular e Sustentabilidade; e Financiamento e Mercado de Capitais.

A área geográfica de abrangência assenta no Norte e Centro do País, com centralidades no Entre Douro e Vouga e no Baixo Vouga, o que legitima o consórcio destas associações empresariais, com sede em Oliveira de Azeméis e em Águeda.

Produtos com resultados concretos para a fileira

Na prática, importa salientar que são grandes os benefícios que se esperam do Qualify.teca para as empresas do cluster. Desde logo, a pesquisa, investigação e a elaboração de estudos de caraterização e agregação da fileira, e de oportunidades de negócio na Economia Circular e na Indústria 4.0; planos estratégicos e de capacitação e qualificação do cluster de um modo geral e, particularmente, no domínio da i4.0; benchmarks (análises de desempenho) da performance das empresas ao nível económico-financeiro e de mercados, e da pegada de carbono; e constituição de uma rede de ciência e inovação.

Para além disso, o Qualify.teca oferecerá uma plataforma/ website e um observatório, ambos de livre acesso, bem como aplicativos (apps) de georreferenciação das empresas da fileira e de diagnóstico e gestão de energia.

Ainda em matéria de economia circular, será produzido um guia de implementação de sistemas de gestão de energia, enquanto no âmbito da literacia financeira este projeto contempla o levantamento, estudo e compilação de instrumentos e fontes de financiamento e de perfis de investidores, propostas de valor para a fileira, manuais de apoio e planos de negócio.

O Qualify.teca é financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização, no montante de 678.179,55 euros, dos quais 576.452,55 euros são provenientes do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Jaba: tradução 4.0

Subscrever a nossa Newsletter

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

ialimentar.pt

iAlimentar - Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa

Estatuto Editorial